Trata-se de uma espécie de gif chamado “cinemagraphs”, uma imagem com movimento em algum de seus pontos focais, recurso que começou a se popularizar nos Estados Unidos com os artistas Kevin Burg e Jamie Beck.

Os “cases” mostrados na matéria de ontem são estrangeiros.

Entretanto, vale notar, algumas agências brasileiras já trabalham com esse formato de post para os seus clientes.

A Riot, por exemplo, usou esse recurso com a Antarctica e com o Habib’s.

Segundo o site americano Adweek, as plataformas Facebook e Instagram apostam no formato para estabelecer uma comunicação mais assertiva com o consumidor, com anúncios mais atraentes e cativantes, que façam o usuário dar um breque em seu dedo e parar a rolagem do feed da plataforma por alguns instantes.

Confira os exemplos encaminhados pela agência Riot:

Fonte: http://exame.abril.com.br/marketing/noticias/marcas-brasileiras-ja-utilizam-cinemagraphs-nas-redes