Quando falamos do sucesso de um negócio, é comum que sejam feitas alusões sobre como uma empresa é grande, sólida, inovadora ou imputa-la algum outro adjetivo que a descreva. Contudo, quando analisada a fundo sua trajetória, identificamos que em boa parte dos casos, a conquista daquele patamar se deu como resultante da singularidade do trabalho de seus empreendedores e equipes, alinhados a suas motivações e a busca por resultados.

Em uma startup, estas singularidades e o conjunto de atributos individuais de seus membros tornam-se ativos ainda mais relevante neste construto, onde, a multidisciplinaridade e os processos de divergência e convergência criativos e operacionais, tendem a forjar resultados mais consistentes e assertivos. 

Na composição de um time de trabalho, é comum que inicialmente seja buscada a complementariedade técnica e a convergência de visão, principalmente quando se trata de uma startup na área de inovação e tecnologia. Em geral temos a união entre um front-end e um back-end, ou um produtor a um comercial, e na maior parte dos casos, esta parceria é construída a partir de um ambiente de comum, advindo do ciclo de amizade ou convivência de seus membros. 

Contudo, entendemos que para a formar uma equipe capaz de competir no mundo VUCA no qual vivemos (volátil, incerto, complexo e ambíguo – tradução livre do inglês), a velocidade e adaptabilidade às mudanças cotidianas tornarem-se premissa, sendo fundamental que as equipes disponham de pessoas com diferentes tipos de conhecimentos e capacidades.

Assim como prerrogado em metodologias como o Design Thinking, podemos inferir que a partir de um processo salutar de discussão divergente, se faz possível encontrar diferentes caminhos para solução de problemas complexos, forjados pela convergência de ideias, em intercessão com as restrições inerentes a realidade do negócio.

Nesta visão, temos a divergência como a diversidade de possibilidades, e a convergência, como sua natural aceitação, deixando de lado preconceitos, visões restritivas e olhares narcisos, em busca da miscelânea de pessoas para a construção de um ambiente cocriativo e realizador.

Umehara Parente